terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Especialização em Ecosol e Tecnologia Social na América Latina

Estão abertas as inscrições para o curso Semi–Presencial de Extensão modalidade Especialização em Economia Solidária e Tecnologia Social na América Latina, Turma 2011!

É com satisfação que divulgamos a abertura de mais uma turma do curso de Extensão modalidade Especialização em Economia Solidária e Tecnologia Social na América Latina na Universidade Estadual de Campinas - SP.

Para quem nos acompanhou desde 2008 sabe que nosso grande sonho era tornar esse curso gratuito para os alunos. Ficamos nessa tentativa (e até conseguimos um financiamento público para tal, que até hoje não chegou), mas infelizmente ainda não foi possível. O curso segue sendo pago (com o menor valor que conseguimos).

Os temas da Economia Solidária, da Autogestão e do Cooperativismo têm sido alvo de crescente interesse por parte de universidades, ONGs, prefeituras, governos estaduais e federais da América Latina que vêm pesquisando, ensinando e reatando seus laços com esse grupo de trabalhadores. Os trabalhadores vêem no cooperativismo e no associativismo uma forma de sobrevivência à crise do desemprego e subemprego na América Latina, bem como um novo projeto de sociedade. Se por um lado há o crescente interesse pela temática da Economia Solidária, por outro, o tema da Tecnologia Social desenvolvida pelos e para os movimentos sociais, ainda está escassamente vinculada a essa temática.

A pré-inscrição deve ser feita até 04/02.


Para maiores informações ou para o esclarecimento de qualquer dúvida escrevam para deborah@ige.unicamp.br ou laiscurso@gmail.com

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Ato Público

A Incubadora da UFSCar e a Cooperativa de Limpeza - COOPERLIMP - realizaram no dia 11/12/10 um ato público em defesa das cooperativas de serviço e do trabalho associado da cidade.
O Ministério Público do Trabalho lançou um TAC (termo de ajuste de conduta) para impedir o funcionamento de cooperativas fraudulentas. Até aí concordamos mas este TAC esta impedindo que cooperativas legítimas prestem serviços à Prefeitura. Depois deste termo, duas cooperativas fecharam e a terceira será a COOPERLIMP, que já foi impedida de participar dos editais de 2011.
O fechamento dessas cooperativas legítimas só serve ao interesse das empresas privadas de terceirização e nao ao povo.
O GECEP-OP, grupo de Estudos em Comunicação e Educação Popular realizou um vídeo sobre o ato, vale a pena assistir e divulgar!


video